Saber navegar à Bolina

 

O Presidente da República, Cavaco Silva, recomendou hoje "um pouco mais de estudo" aos que sofrem de "ignorância na análise" financeira, numa alusão às agências que, na semana passada, desceram o "rating" de Portugal em quatro níveis.
“Àqueles que sofrem de ignorância na análise, eu apenas posso recomendar um pouco mais de estudo”, disse hoje Cavaco Silva, em Vale do Lobo (Algarve), onde assistiu ao início da 5.ª Taça de Golfe Portugal Solidário. 

Para o Presidente da República, “não há a mínima justificação para que uma agência de notação altere a apreciação que faz da República Portuguesa, quando há informações de que Portugal está a cumprir tudo o que consta do memorando assinado com a União Europeia e o FMI”.

Cavaco Silva quando esteve ao leme sempre gostou de navegar de vento em popa, fugiu sempre das bolinas, (como "bom aluno"  que nunca contraria o mestre, para assim passar), e  deste modo, entregou as pescas, a agricultura e parte da indústria pesada, a troco de milhões de euros. Dinheiro que poucos portugueses sabe onde foi gasto e era salutar,(fazia bem à alma), que soubessem. Hoje com o país perto da bancarrota, parece querer iniciar um novo cruzeiro,(desígnio), mas desta vez ao contrário. O novo rumo é tentar recuperar o que ajudou a destruir, (não deixa de ter mérito a intenção).

Desde o apelo ao consumir português assim como à mobilização  para se voltar aos campos,  pescas e  indústria, passando pela aposta no cluster do mar, o homem procura influenciar as políticas. É um discurso simpático Presidente, mas terá eficácia neste momento de aperto?

Onde vai arranjar pessoas predispostas, e que saibam  trabalhar nesses sectores?  E como vai conseguir atrair  empresários e capital para esses desígnios nacionais que  tão imperiosos são e que hoje já é tarde? 

 

publicado por Barto lo meu às 12:32 | link do post | comentar