Ninguém quer perder poder e privilégios .

A luta que agora se trava entre os detentores do poder central, autárquico e regional para ver qual deles perde menos poder e benesses, é a imagem deste País devastado e explorado por uma classe política interesseira, cujo patriotismo deixa muito a desejar. Para os outros, o povo, que trabalha que paga os seus impostos, elevadíssimos, é sempre pouco, mas para eles, os intocáveis, os eleitos, sabe-se lá porque divindade, sacodem a agua do capote, com mil desculpas mais as leis que os protegem para tentarem levar a agua ao seu moinho e continuarem no seu caminho leves e impunes.

publicado por Barto lo meu às 16:30 | link do post | comentar